Fizemos atualizações importantes em nossa Política de Privacidadem. Por favor, leia estes novos termos e reserve algum tempo para entendê-los.

Fichas Técnicas

A nossa pesquisa e desenvolvimento tem como objetivo trabalhar intensamente com os nossos produtos para gerar dados. As fichas técnicas contém informações sobre os nossos polímeros que irão ajuda-lo a desenvolver os seus produtos. Se tiver alguma aplicação particular que não esteja incluída, por favor envie-nos um e-mail para contact@setylose.com e a nossa equipe terá o prazer em ajuda-lo.
PHARMACOAT®
Aplicação de Pharmacoat como carreador em dispersão sólida

A dispersão sólida é uma técnica utilizada para melhorar a biodisponibilidade de princípios ativos de baixa solubilidade melhorando a solubilidade dos mesmos. Neste estudo, o método de preparação de dispersão sólida utilizando o Pharmacoat como carreador foi introduzido, juntamente com a sua aplicação às formas de dosagem sólidas.

Crescimento de microorganismo em solução aquosa de Pharmacoat

Pharmacoat é amplamente utilizado no revestimento das formas de dosagem sólidas, nestes casos a opção pela técnica de revestimento aquoso tornou-se uma prática comum. Ao aplicar um revestimento aquoso é necessário o controlo microbiológico da solução de revestimento, especialmente quando essa é preparada antecipadamente e deixada em repouso durante um período de tempo prolongado antes da utilização.

Efeito do teor de umidade nas propriedade mecânicas de filmes

As propriedades mecânicas dos revestimentos são características importantes porque afetam várias propriedades nas formas sólidas revestidas.

Efeito dos plastificantes e outros aditivos nas propriedade mecânicas de filmes

Neste estudo, o efeito de plastificantes, açúcares e polímeros de menor viscosidade nas propriedades mecânicas dos filmes de hipromelose foi investigado utilizando diversas classes de Pharmacoat.

Estabilidade da solução de Phamacoat em esterilização

O aquecimento é um método comum de esterilização para a solução aquosa de Hipromelose. Tem sido reconhecido que 120 graus durante 30 minutos é o suficiente para a esterilização na maioria dos casos. Este tipo de esterilização é normalmente utilizada na produção de gotas para os olhos com concentração de polímero inferior a 1%.

Filtração de soluções de Pharmacoat

Filtração é uma técnica comum para eliminar material que esteja fora das especificações. Esta ficha técnica mostra a resistência à filtração de várias formulações que utilizam Pharmacoat.

Método de revestimento orgânico com Pharmacoat com mistura de solventes de elevado teor em etanol e água

Comprimidos revestidos contendo API sensível à água, muitas vezes utilizam um solvente de revestimento com um elevado teor de solventes orgânicos, tal como etanol em água. Neste estudo, um método para a preparação da solução com Pharmacoat em uma mistura de solventes com elevado teor de etanol em água e a técnica de revestimento são introduzidos.

Revestimento colorido com Pharmacoat

Pharmacoat é amplamente utilizado para revestimento e sua ficha técnica inclui formulações típicas de revestimento colorido.

Revestimento de liberação PROGRAMADA com Pharmacoat e Shin-Etsu AQOAT® para efeito de mascarador de sabor

O tempo de liberação do API depois do intervalo de tempo de 5-10 minutos após administração é uma característica do comportamento de dissolução do revestimento com açúcar e esse revestimento é um método adequado para o mascaramento de sabor.

Solubilidade de Pharmacoat 606 em misturas de álcool-água

A solubilidade de Pharmacoat 606 na mistura de metanol/água, etanol/água e álcool isopropílico (IPA)/água foi investigada.

METOLOSE®
Ajustar a viscosidade através da mistura de duas classes de Metolose

Esta ficha técnica demonstra como duas classes de viscosidade diferente de Metolose podem ser misturadas para obter a viscosidade desejada para o material.

Mascarador de sabor para grânulos finos utilizando a Metolose e um polímero acrílico

Mascarar um sabor é um problema comum no desenvolvimento da formulação. Neste estudo, um revestimento aquoso utilizando Metolose SM-4 e um polímero acrílico foi aplicado como mascarador de sabor.

Metolose SM-4 para o revestimento de pellet

O revestimento é, por vezes, utilizado para proteger pellets revestidos ou para evitar as interações químicas entre os ingredientes ativos e excipientes, no entanto agentes de revestimento regulares, tais como Pharmacoat® são difíceis de utilizar para o revestimento de pellets devido à aglomeração durante o processo de revestimento em leito fluidizado. METOLOSE® SM-4, uma metilcelulose de viscosidade extremamente baixa é útil para o revestimento aquoso de pellets uma vez que gruda menos e é solúvel em água.

Solubilidade de HPMC e MC em solventes orgânicos

A Hipromelose e a Metilcelulose são insolúveis em solventes orgânicos e este estudo mostra a solubilidade da HPMC e da MC em diferentes solventes orgânicos.

METOLOSE® SR
Comparação entre a compressão directa e granulação úmida em comprimidos de matriz hidrofílica utilizando Metolose SR

O objetivo deste estudo foi comparar a compressão directa e granulação úmida para a preparação de comprimidos de matriz hidrófila utilizando Metolose SR. A produtividade de comprimidos utilizando a compressora rotativa foi estudada, especificamente para o desvio no peso do comprimido.

Comprimidos de duas camadas utilizando L-HPC e Metolose SR

A preparação de comprimidos de duas camadas utilizando L-HPC e Metolose SR foi estudada. A melhor classe de L-HPC foi selecionada utilizando um estudo preliminar para reduzir a anti laminação e depois aplicada em uma compressora rotativa.

Estudo sobre a robustez do processo de granulação úmida para preparar um comprimido de metformina HCL de matriz de liberação prolongada utilizando Metolose 90SH-15000SR

A robustez do processo de granulação por via úmida de comprimidos de metformina HCL de matriz de liberação prolongada utilizando Metolose 90SH 15000SR, foi alvo deste estudo. Para observar a relação entre os parâmetros de processo e performance do comprimido, um planejamento de matriz ortogonal foi aplicado.

Exemplo de Formulação: Comprimido de Carbonato de Lítio de Liberação Prolongada utilizando Metolose SR

O carbonato de lítio foi incorporado na formulação para demonstrar que Metolose SR pode ser utilizado para liberação prolongada.

Liberação prolongada de Naproxeno utilizando Metolose SR

É difícil controlar a liberação de alguns ingredientes ativos que sejam misturados a seco com o polímero para posterior compressão direta. O naproxeno é um exemplo de droga que mostrou uma liberação inicial quando os comprimidos foram feitos através deste método.

Seleção de solventes na granulação úmida para os comprimidos de matriz hidrofílica utilizando Metolose SR

Uma solução hidro-alcoólica é um dos solventes apropriados para preparar comprimidos de matriz hidrófila através da granulação úmida. Neste estudo, foi examinado o efeito da razão etanol-água e o tempo de granulação.

HPMCP
A hidrólise de HPMCP em solução de etanol-água

A estabilidade da solução de revestimento de etanol-água de ftalato de hipromelose (HP-55 e HP-50) foi estudada.

HPMCP - Condições típicas de revestimento de grânulos (1)

Exemplos de formulações que utilizam HPMCP em diferentes sistemas de solventes e as suas condições típicas de revestimento para um lote de 5 kg.

HPMCP - Condições típicas de revestimento de grânulos (2)

Exemplos de formulações que utilizam HPMCP em diferentes sistemas de solventes e as suas condições típicas de revestimento para um lote de um 1.5 kg.

HPMCP - Condições típicas de revestimento para comprimidos

Exemplos de formulações que utilizam HPMCP em diferentes sistemas de solventes e as suas condições típicas de revestimento para um lote de 5 kg.

O revestimento entérico de cápsulas duras de gelatina utilizando HPMCP

A ficha técnica dá um exemplo de revestimento entérico das cápsulas duras de gelatina utilizando HPMCP.

Peso molecular de HPMCP

O peso molecular de HPMCP está relacionada com a viscosidade do polímero. Esta folha técnica inclui o método de ensaio e os resultados de peso molecular para todas as classes de HPMCP.

Revestimento de Dispersão aquosa com Shin-Etsu Aqoat

Método neutralização com amonía parte 1: Solução e propriedades do filme.

Solubilidade do filme de HPMCP em várias soluções tampão

A solubilidade do filme (em termos de tempo de desintegração dos diferentes tipos de filme) de HPMCP foi investigada.

Solvente residual em etanol/água no revestimento de comprimidos com HP-55

O sistema de etanol/água é normalmente utilizado para o revestimento com HPMCP de comprimidos. O etanol é categorizado como um solvente de classe 3 nas diretrizes da ICH e o seu limite superior regulado é 5.000ppm. O efeito das condições de operação sobre o nível de etanol residual foi estudado.

Shin-Etsu AQOAT®
Dispersão Aquosa de revestimento utilizando Shin-Etsu Aqoat

Preparação da dispersão para revestimento

Dispersão Aquosa de revestimento utilizando Shin-Etsu Aqoat

Parametros para o revestimento para um lote de comprimidos de 5 a 100kg

Dispersão Aquosa de revestimento utilizando Shin-Etsu Aqoat

Utilizando uma máquina pequena de revestimento de comprimidos podemos revestir um lote de 300g

Exemplos de revestimento aquosos de dispersão utilizando Shin-Etsu Aqoat

Parametros para o revestimento de grânulos para um lote de 1.5kg

Peso molecular de Shin-Etsu Aqoat (HPMCAS)

Segue o método e os resultados do peso molecular de Shin-Etsu Aqoat.

Revestimento entérico com Shin-Etsu Aqoat (HPMCAS) utilizando uma solução de água-etanol

HPMCAS pode ser utilizado para revestimentos à base de solvente. Uma das vantagens é utilizar misturas de etanol-água e uma maior quantidade de água pode ser adicionada à formulação em comparação com HPMCP.

Temperatura Mínima para a formação de filme de Shin-Etsu Aqoat

É importante saber a temperatura mínima de formação de filme dos polímeros para a caracterização das formulações de revestimento. Nós investigamos a temperatura mínima de formação de filme para o Shin-Etsu Aqoat (HPMCAS).

Solicite as fichas técnicas selecionadas por e-mail     

Sobre nós

Somos o parceiro exclusivo de negócios para nossos clientes nas indústrias Farmacêutica e alimentícia.
Mais informações